MENU

Resumo dos sistemas de fraldas

O mundo das fraldas, com os seus vários sistemas, pode parecer confuso inicialmente. No entanto, trata-se apenas de informação. Apresento aqui os sistemas que existem e quais as vantagens e desvantagens de cada um. De forma sucinta, podem perceber o que serve melhor para a vossa família. Sugiro sempre que optem por experimentar todos antes de vos comprometerem com apenas um, pois a fisionomia do bebé vai alterando ao longo do tempo, assim como as nossas preferências.

O sistema tido como o mais parecido com as fraldas descartáveis é o Tudo-em-Um, ou All-in-One (AIO) em Inglês. Como o nome indica, a fralda já tem tudo em um – o absorvente vem incorporado, geralmente cosido numa das extremidades, formando uma lingueta. Há variantes, mas a ideia é mesmo esta – não requer montagem. A grande vantagem é a sua simplicidade de uso, ideal para uma primeira abordagem. Onde perde? Geralmente não é tão absorvente quanto outros sistemas, se bem que algumas fraldas deste tipo têm espaço para se colocar um absorvente extra. Requer, igualmente, um maior tempo de secagem. Exemplo de uma fralda AIO: Totsbots Easyfit Star, com absorvente em bambu, com interior em microfibra.

De seguida, falo-vos das fraldas de bolso, possivelmente o sistema mais conhecido. A fralda tem um “bolso” (seja na parte da frente ou de trás) onde são colocados os absorventes. A grande vantagem é a adaptação da absorvência consoante as necessidades. Dá para usar de noite, adaptando apenas o tipo de absorventes utilizados. Outra vantagem é que, ao retirar os absorventes, diminui-se em muito o tempo de secagem. E como as capas secam bem mais rápido do que os absorventes, basta colocar absorventes novos. A desvantagem? Requer montagem…Exemplo de uma fralda de bolso: Baba and Boo, Blueberry.

Vamos então ao sistema Tudo-em-Dois, em que os absorventes são colocados na fralda via molas ou então nas extremidades das capas, tipo “envelope”. Normalmente são bastante absorventes e dá para adaptar a absorvência, usando um ou mais absorventes. São uma excelente opção para noite, sendo que a Pop-in que mostro aqui precisa de um “booster” para a noite para esse efeito. A grande vantagem é, mais uma vez, a redução do tempo de secagem, pois os absorventes saem, e o facto de se poder adaptar a absorvência. A desvantagem é que os absorventes têm de ser os da marca. Exemplos de fraldas Tudo-em Dois: Pop-in da Close Parent.

Passamos agora aos sistemas em duas partes, em que há uma fralda e uma capa para a impermeabilizar. A primeira opção é usar uma musselina (sim, daquelas à antiga), dobrada e presa com um “snappi”, uma peça em silicone com pequenas garras nas terminações, que prende em 3 sítios nas fraldas. Existem vários tipos de dobras, escolham a que for mais fácil. A capa a colocar por cima pode ser em PUL (polyurethane laminate, um composto tipo plástico), em lã ou em polar, sendo que neste sistema opta-se primordialmente por uma capa em PUL. A vantagem deste sistema que mais salta à vista é a poupança: precisa de uma capa para cada 3 mudas de fralda, a não ser que fique suja com cocó. Aí troca-se a capa também. Outra vantagem é o tempo de secagem – as fraldas de pano têm menos camadas do que as fraldas reutilizáveis modernas e portanto secam mais rápido, sendo uma opção interessante no inverno. A desvantagem? Terá mais tendência para fugas, pela ausência de elásticos e requerem algum conhecimento de se colocar as fraldas, o que pode ser moroso. Para quem procura alternativas exclusivamente naturais, uma musselina (fralda de pano) mais capa de lã é uma opção a ponderar.

Outra variante é a utilização de “pré-dobradas”, fraldas com as de pano, já com as “dobras” em 3 e reforçadas no centro. Podem ser usadas como absorvente numa capa de PUL ou então como reforço de uma fralda de bolso, por exemplo para a noite.

Exemplos de marcas de fraldas e de capas: GroVia (pré-dobradas e capas), Blueberry Capri (capa), Totsbots PeeNunt wrap (capa)

O último sistema é uma fralda ajustada ou de contorno mais capa. É muito parecido com o sistema das fraldas de pano, exceto que as fraldas já vêm montadas. São todas elas absorventes e como tal, uma opção excelente para a noite ou bebés que fazem mais xixi. As ajustadas já vêm com molas ou velcro para se prender, as de contorno requerem um “snappi”. Precisam de uma capa para ficarem impermeáveis, tal como as musselinas – em PUL, lã ou polar. Os formatos variam entre capa tradicional, calções ou “shorties”, “soakers” (espécie de cueca grande) ou até “longies” – calças de lã. As grandes vantagens deste sistema são a sua absorvência e o facto de serem em tecidos naturais, logo respiráveis. As capas podem ser reutilizadas, bastante para isso arejar. Até mesmo as de lã, que para serem eficazes carecem de um processo chamado “lanolização”. A desvantagem? Demoram mais tempo a secar.

Exemplos de marcas de fraldas ajustadas: Totsbots Bamboozle + PeeNut wrap, Kings of my Castle (ajustadas + capas de lã), Sloomb (ajustadas + capas de lã)

 

 

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Thanks!

Utilize o seguinte formulário para falar com a equipa do Centro. Obrigado!

Os dados recolhidos, serão utilizados exclusivamente para prestar as informações comerciais dos serviços solicitados. Os dados recolhidos serão arquivados por um prazo de 3 meses, sendo posteriormente apagados dos servidores do Centro Pré e Pós Parto. Para mais informações leia a política de privacidade do Centro Pré e Pós Parto

Poderá solicitar qualquer esclarecimento por e-mail para dpo@preeposparto.com ou via postal para Rua José da Costa Pedreira Nº12, 1750-130 Lisboa

error: Os conteúdos deste site estão protegidos!
Real Time Analytics